Ter uma casa cheia de verde é o sonho de muitos, mas a realidade de poucos, por isso eu trouxe 25 opções de plantas que funcionam lindamente em áreas internas e vão deixar a sua casa de família totalmente integrada à natureza! Vem comigo!

Se o que você deseja é uma floresta particular, a família de plantas tropicais são o caminho. Com folhas exuberantes, cores variadas, e texturas abundantes, as plantas tropicais são extremamente ornamentais. Para ter essas belezinhas em casa, é preciso simular o ambiente das florestas tropicais, ou seja, garantir um clima quente e úmido. Montar um grupo com diferentes espécies desta família é uma boa ideia, pois agrupadas a umidade delas se retroalimenta. Aposte em um substrato úmido e fibroso para o plantio, e às mantenha em local com boa luminosidade, mas zero sol direto. Para estimular o crescimento das folhas, é importante borrifar água constantemente, principalmente no verão. Faça regas 2x por semana, mas sempre observando o nível de umidade do solo para não encharcar. No inverno cuidado redobrado pois as plantas desta família gostam de clima quente, 1h de banho de sol logo pela manhã pode ser uma boa solução. Veja algumas espécies de plantas tropicais que funcionam muito bem no seu design de interiores:

  1. Alocasia: se você quer uma planta diferentona, com design super original, essa deve ser sua aposta. Cores cheias de vida e brilho, folhas grandes e com textura  aveludada, essa espécie de planta tropical é extremamente ornamental. 
Imagem de referência via google
  1. Costela de adão: são plantas que ficam perfeitas tanto nos jardins externos quanto nas suas particulares urban jungles. São bem volumosas, tenha o cuidado de deixar espaço para suas folhas se mostrarem com exuberância.
Imagem de referência via google
  1. Begonia Maculata: com um design super especial, a planta mais charmosa que você vai encontrar nesta família. Essa planta cheia de textura vai deixar a sua decor super original!
Imagem de referência via google
  1. Guaimbê: essa espécie, diferente das anteriores, funciona muito bem com sol direto, mas responde bem também em ambientes internos, desde que com luminosidade. Com folhas onduladas e irregulares, faz uma linda composição com as outras plantas tropicais.
Imagem de referência via google
  1. Pacová: com folhas de verde intenso e brilhante, o pacová é uma espécie nativa do Brasil, e na natureza, a planta comporta-se como epífita: nasce e vive agarrada a outras espécies botânicas. Mas o pacová também vai muito bem em vasos, já que tem um caule curto e em forma de haste que sustenta sua folhagem exuberante. Diferente das demais plantas tropicais, gosta de rega moderada, em geral 1 vez por semana é suficiente. Precisa de luminosidade, mas não aguenta sol direto, como as demais plantas da família tropical.
Imagem de referência via google

Agora se você busca uma planta majestosa, com altura e volume semelhantes a uma árvore, existem algumas opções que cabem perfeitamente na sua área interna. Dá uma olhada nessas lindas espécies:

  1. Ravenala: uma árvore que pode ser cultivada dentro de casa. Uma planta com excelente poder de adaptação, pode ser cultivada diretamente sob o sol ou em espaços com boa luminosidade, não suporta o frio rigoroso de algumas regiões, como no sul. Precisa de rega de 2x a 3x por semana, com água abundante.
Imagem de referência via google
  1. Ficus Lyrata: um lindo arbusto que funciona muito bem em área interna. Com folhas grandes, brilhantes, onduladas, com textura semelhante ao couro e nervuras bem marcadas, é extremamente ornamental.  Precisa de rega de 2x a 3x por semana, com água abundante, deixe que a água escorra por todo o vaso para não apodrecer a raiz. No verão borrife as folhas com água pela manhã para manter a umidade, mas evite esta prática durante o inverno. 
Imagem de referência via google
  1. Palmeira laca: uma planta grande e vistosa, funciona muito bem em áreas internas. Seu caule em tom vermelho, é um show de beleza. Precisa de rega 2x por semana de maneira abundante, e demanda alta luminosidade, mas nada de sol direto.
Imagem de referência via google
  1. Licuala ou palmeira leque: pode atingir de 2 a 3 metros de altura, suas folhas em leque plissado são verde-escuras e brilhantes. Pelo fato das folhas serem largas, deve ficar protegida dos ventos, para que a folhagem não rasgue. O solo deve ser mantido sempre úmido e bem adubado, e em ambientes amplos e bem iluminados. Para mantê-la saudável, remova as folhas velhas e secas e adube a espécie durante o verão.
Imagem de referência via google
  1. Palmeira Rafis: pode atingir 3 metros de altura, possui folhas verde-escuras e plissadas que formam um leque bem ornamental. É uma espécie rústica que requer poucos cuidados. Mantenha o solo úmido, deixe-a em local luminoso mas longe do sol, e tenha cuidado com a poda, para não deformar a planta.
Imagem de referência via google

Se está em busca de uma linda cortina de plantas, as espécies pendentes são a solução. O sonho do jardim vertical encontra um caminho de realização simples e efetivo com estas espécies.

  1. Filodendro: possui variadas espécies, com uma folha em formato de coração e diferentes tonalidades de verde. Precisa de grande iluminação, mas não aguenta sol direto. 2x por semana faça regas no substrato e borrifadas nas folhas. Se preferir cultivá-la como trepadeira, é interessante oferecer um suporte fixo e poroso, para que possa subir e se fixar bem. 
Imagem de referência via google
  1. Columeia: nativa do Brasil, possui folhas pequenas, verde-escuras e brilhantes. Tem uma flor vermelha pequena e longa, que nasce na primavera e atrai beija-flores. Não é recomendada para regiões frias, precisa de regas 2x por semana com borrifadas nas folhas na mesma ocasião.
Imagem de referência via google
  1. Jiboia: possui variadas folhas em amarelo ou branco e folhas grandes na idade adulta. Quando jovem, as folhas são pequenas e verdes. Precisa de grande iluminação, mas não aguenta sol direto nem vento forte. 2x por semana faça regas no substrato e borrifadas nas folhas. Pode ser cultivada também na água
Imagem de referência via google
  1. Peperômia: folhas claras e delicadas, muito ornamental. Precisa de luminosidade, mas não aguenta sol, é resistente a luz fluorescente, sendo uma boa opção para escritórios
Imagem de referência via google
  1. Samambaias: a plantinha da vovó! Precisam de grande umidade, abundante claridade e odeiam vento e sol direto! Faça rega por imersão, mergulhando o vaso em uma bacia, e tenha cuidado para não encharcar a terra. Faça adubos regulares com casca de ovo triturada.
Imagem de referência via google

Temos também um universo de plantas místicas. Sim! Plantas para filtrar energia ruim, proteger contra mau olhado, trazer abundância. Enfim, existe uma histórica crença popular em torno de muitas espécies de plantas, e na dúvida, não custa ter uma dessas amigas protetoras em casa. Dá uma olhada nessas opções:

  1. Espada de São Jorge: ela tem função protetora pois repele más energias. Além da crença popular, a ciência já comprovou que essa plantinha absorve elementos tóxicos do ambiente, purificando o ar. Como função protetora energética é indicado colocá-la logo na entrada da casa. Exige poucos cuidados, se adapta bem tanto ao sol, quanto à sombra e não precisa de muita rega. Prefira vasos de cerâmica, faça a limpeza tirando apenas as folhas secas e verifique sempre como está o solo. Pelo seu potencial de melhorar a qualidade do ar, é perfeita para deixar no quarto, desde que tenha iluminação direta. Por fim, lembre-se que apesar de todos os benefícios, a planta é tóxica para animais domésticos, deixe longe deles.
Imagem de referência via google
  1. Lança de São Jorge: com folhas cilíndricas, rígidas e verticais, tem um visual bem ornamental. É muito resistente e adora ambientes internos à meia-sombra, mas também vai bem quando cultivada sob sol pleno. Pede pouca água e suporta ambientes com ar condicionado. Como as folhas são pesadas, é indicado escorá-las com um tutor. Faz uma linda composição com a espada de são jorge e tb protege contra o mau olhado.
Imagem de referência via google
  1. Comigo Ninguém Pode: acredita-se que esta espécie consegue afastar energias negativas de qualquer ambiente ou pessoa. Além disso, ela pode proteger contra inveja, mau-olhado, azar e pode trazer de volta um fortalecimento energético para as pessoas e também para o ambiente. Mas cuidado, é uma planta venenosa se ingerida, portanto deixe longe dos pets. Recomenda-se regas 2x por semana para manter o solo úmido, sem encharcar. Adapta-se bem com iluminação, mas sem sol direto.
Imagem de referência via google
  1. Árvore-da-felicidade: acredita-se que a presença dela na casa traz harmonia e sorte, mas para isso é preciso ganhar um exemplar de presente. O ideal é plantar no mesmo vaso as duas variedades: a macho e a fêmea, assim a composição fica mais ornamental. Apresenta folhas pequenas, delicadas e de cor verde-escura. Para mantê-las bem escoradas, utilize tutores de madeira. Precisa de áreas bem iluminadas, mas sem sol direto, com rega moderada. Não tolera fumaça de cigarros, ar condicionado ou vento em excesso.
Imagem de referência via google

Mas se o que você procura é o perfume e o colorido das flores, é possível ter um pequeno jardim florido em vasos! Dá uma olhada nessas espécies ideais para áreas internas:

  1. Antúrio: uma planta baixa, atingindo de 30 cm até 1 m de altura, com folhas longas e com um verde intenso, suas flores são predominantemente na cor vermelha, mas também podem vir em tons de rosa, laranja, branco e até mesmo preto! Esta é uma planta de meia-sombra, ou seja, sol em excesso pode prejudicá-la, já que prefere áreas com luz indireta. Gosta de ventilação e de muita umidade, por isso, a rega deve ocorrer 3x por semana durante nas estações mais quente e 2x em períodos mais frios.
Imagem de referência via google
  1. Lírio da paz: folhas longas, brilhantes e muito ornamental, sua floração acontece na primavera-verão, com a espata branca e sem perfume. Deve ser regada com uma frequência alta, porém o solo deve estar bem drenado e fertilizado. Não aguenta sol e vento, mas precisa de luminosidade.
Imagem de referência via google
  1. Orquídea: campeã no uso interno, ela pede poucos cuidados. Uma das espécies mais comuns é com flores arredondadas variam entre o branco, o rosa, o amarelo e a púrpura. Por ser bastante delicada, é melhor escorar sua haste com um tutor, e vale a pena substituir os vasos de plástico pelos de barro, pois são porosos e drenam melhor a água. Deve ser cultivada à meia-sombra, recebendo iluminação indireta. 
Imagem de referência via google
  1. Jasmim: com espécies trepadeiras e arbusto, precisa de rega abundante e sol direto. Para ter em casa, prefira o modelo arbusto sempre com um tutor para garantir um bom crescimento, e escolha aquele lugar que recebe sol diariamente. Tem flores pequenas, lindas e com um perfume encantador. Sou fã desse aroma delicioso!
Imagem de referência via google

Não encontrou nenhuma planta para chamar de seu, calma que ainda temos uma categoria, as “duras na queda”, aquelas plantas bem resistentes, ótimas para jardineiros iniciantes que já mataram muitas espécies e estão prestes a desistir da vida verde. Que tal recomeçar por estas espécies? Assim você pode ganhar fòlego para se aventurar pelas opções anteriores.

  1. Zamioculca: é um excelente curinga para corredores e locais com baixa luminosidade natural, onde outras plantas dificilmente sobreviveriam. Possui lindas folhas superbrilhantes, com o aspecto de cera, em tom de verde bem escuro. A espécie é tão resistente que continua linda mesmo em ambientes com ar condicionado. Mas tome muito cuidado com a quantidade de água: é preferível deixá-la passar sede do que regar em excesso. Faz uma linda composição com o pacová por ter textura semelhante, mas forma bem diferente.
Imagem de referência via google
  1. Cacto: Ótima opção para quem não tem tempo ou jeito para cuidar de plantas, a espécie gosta de muitas horas de luminosidade direta e pouca água. Quanto mais sol seu cacto receber, mais robusto e bonito ele ficará. Quando plantado em vasos, ele estaciona seu crescimento ao perceber que o espaço acabou.
Imagem de referência via google

Agora você tem 25 opções de plantas para trazer o verde para dentro e, assim aumentar a integração da sua família com a natureza. Mãos à obra para transformar o seu lar com muitas verdinhas! 

Gostou desse conteúdo, deixe aqui seu comentário e compartilhe para que mais pessoas possam ter uma casa de família repleta de natureza. Não gostou, deixe aqui o seu comentário também, vou adorar conversar sobre o seu ponto de vista!

Em breve, curso on line “Uma Casa de Família”, para mais informações acesse https://umacasadefamilia.com.br/

Beijos e até a próxima!!! :***

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s