Vamos falar de conforto!? Segundo Ilse Crawford, designer, acadêmica em decoração e fundadora do Studioilse, todos nós temos, dentro de nossa força interior, uma certa ideia de casa: um lugar seguro e acolhedor, um espaço íntimo e confortável, onde nós temos todo o direito de explorar o que somos na essência. E com base nesse conceito de Ilse vamos explorar duas frentes desse tema. O conforto mental e emocional que nossa casa pode trazer, e o conforto físico, que uma boa ergonomia pode proporcionar! Vem comigo, que esse texto está cheio de dicas para deixar sua casa ainda mais confortável!

Se você, como eu e Ilse, acredita que sua casa é o lugar onde você pode explorar toda a sua essência, eu te pergunto: o que é uma casa confortável para você? 

Vamos primeiro pensar sob o ponto de vista prático. O mobiliário que você escolhe para sua casa é o principal ponto de conforto ergonômico, ou seja, é onde o seu corpo encontrará o apoio adequado para desempenhar as funções pretendidas. Por exemplo: uma cama muito baixa pode ser um ponto de grande incômodo pela manhã. Ao despertar, o corpo ainda não está em plena função, e, se ao sair da cama, você tiver que despender uma grande força para ficar de pé, o que acontece em camas baixas, isso traz um grande desconforto. Já que passamos 1/3 da nossa vida na cama, escolha a sua com atenção e muito cuidado, conforto precisa ser o principal adjetivo dessa peça do mobiliário. 

Imagens via @pinterest

Outra peça que pode ser um vilão no conforto do seu lar é o sofá! Se é uma sala para ver TV, escolha uma peça com boa profundidade e espumas adequadas. Se é uma sala de estar, escolha peças um pouco mais altas, com profundidade menor. Cuidado com a distância entre o sofá e o tamanho da TV. Uma TV grandona, com sistema de som é incrível, mas se o tamanho da sua sala não estiver adequado a isso, o preço pode ser muito caro para a saúde da sua visão!

Imagens via @pinterest

Saindo do ponto de vista prático da ergonomia, entramos no conceito de conforto mental e emocional. Como ter uma casa que nos acolhe e traz conforto emocional aos nossos dias? Com design sensorial, ou seja, construindo uma decoração que atenda os 5 sentidos. Sim, aqueles 5 sentidos básicos do ser humano! É através do visão, audição, olfato, tato e paladar que a memória é registrada e que nossas preferências são estabelecidas, e a sua casa é um excelente lugar para estimular esses sentidos. 

Para estimular conforto emocional através da visão, aposte em cores acolhedoras, que te tragam boas lembranças, e a sensação que você busca. Por exemplo, se você quer uma sala confortável como a brisa do mar logo pela manhã, use um azul claro nas paredes, um sofá cor de areia, uma parede galeria com fotos daquela linda viagem de férias na praia!

Cor da Coral – imagem de aplicativo | Imagens via @pinterest

E a audição, como posso usar a audição para dar conforto emocional? Tenha um cantinho com seus discos favoritos, ou uma pequena fonte de água para trazer o barulhinho de água corrente, ao ainda um sino de vento na entrada da casa. Você vai perceber que o som da casa te tira do caos da vida e te traz direto para o aconchego que o lar representa.

Imagens via @pinterest

Hummm, a memória olfativa! Os cheiros da cozinha, a roupa de cama, a padaria da esquina, as árvores do bairro, enfim, sua casa tem um perfume próprio e isso pode ser cuidado para te trazer conforto emocional. Aposte em aromatizadores, plantas perfumadas, ou simplesmente coloque água para ferver com canela e cravos assim que chegar em casa, garanto que isso já vai te dar outra energia!

Imagens via @pinterest

Texturas e mais texturas, sim o tato é um grande aliado na busca pela sensação de conforto. Um tapete gostoso de pisar, aquela mantinha macia no sofá, a toalha de mesa de crochê que te lembra sua avó, enfim, cerque-se de toques de conforto na sua casa!

Imagens via @pinterest

Mas e o paladar, não dá para comer a decoração, certo? É verdade, mas podemos usar o olfato e a visão para estimular o conforto que algumas comidas nos trazem. Por exemplo, se o bolinho de chuva que sua avó fazia te traz conforto, aquele chá de canela com cravo que usamos lá no olfato, vai te remeter a memória da sua avó! Se a maravilhosa massa italiana da família traz conforto, porque não ter um vasinho com manjericão na varanda ou perto daquela janela ensolarada? Ou ainda ter um vaso com uma jabuticabeira recheada de frutos! Enfim, mantenha por perto icones que te lembram os pratos que estão na sua lista de confort food, isso vai estimular o seu paladar para ter uma casa ainda mais confortável.

Imagens via @pinterest

Além de uma boa ergonomia, e um design sensorial bem construído, é importante perceber que conforto está aliado ao melhor uso dos espaços. Evite aglomeração de móveis e objetos, deixe o trânsito fluir no ambiente. Aposte em uma iluminação adequada à função de cada cômodo, luz branca em locais de trabalho como cozinha e área de serviço, e luz amarela em locais de descanso como quartos e salas. Enfim, uma casa confortável é aquela que acolhe e renova, como um verdadeiro lar. E lembre que morar é um sonho que se sonha junto, então construa uma decoração que atenda às demandas de toda a família!

Gostou desse conteúdo, deixe aqui seu comentário e compartilhe para espalharmos a ideia de uma casa de família cada vez mais confortável. Não gostou, deixe aqui o seu comentário também, vou adorar conversar sobre o seu ponto de vista!

Em breve, curso on line ‘Uma Casa de Família’. Para mais informações clique aqui!

Beijos e até a próxima!!! :***

2 respostas para ‘O que é uma casa confortável para você!?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s