Você tomou a decisão, juntou o orçamento desejado e enfim vai construir ou reformar a sua casa dos sonhos!!! Mas aí, é sugado pelo universo de escolhas e decisões, e isso pode ser um grande desafio!

As opções são muitas, e você fica perdida(o) sem saber como escolher!? Calma que eu vou te ajudar!!!! 🙂 Para começar, vamos mergulhar no universo dos pisos, que é uma das maiores superfícies nos espaços, e por isso tem grande peso no estilo e sensação que a  casa vai retratar. 

Sobre sua classificação, os pisos podem ser naturais, onde a matéria prima para a produção advém da natureza, como madeira e bambu; ou sintéticos que são produzidos pela indústria como o policarbonato. Eles podem ser segmentados como frios, que são mais rígidos e trazem a sensação de limpeza, estes são indicados para locais quentes e úmidos; ou quentes que podem ser mais maleáveis e trazem uma sensação de acolhimento, muito usado em área íntimas residenciais.

Mas e os tipos!? Ahhhh, nesse campos temos muuuuuitas frentes, aqui vamos detalhar 18 deles:

1) Cerâmica: esse é o mais comum dos pisos, é produzido a partir da prensagem da argila úmida e peneirada, e pode ser usado tanto em ambientes internos quanto externos. Uma das grandes vantagens é a resistência à água e a manchas e a variedade de texturas, cores e estampas. É um piso sintético frio, tem ótimo custo benefício e é muito utilizado em áreas molhadas como banheiros e cozinhas. É mais duro e asséptico, por isso não traz aconchego, mas alguns tipos de textura e/ou estampa podem mudar esse cenário e configurar um piso com muita personalidade, durabilidade e baixo custo!

ceramica portobellocerâmica Portobello | foto Portobello

2) Porcelanato: é feito de porcelana e outros materiais mais nobres que a argila, o que lhe confere maior resistência e menor porosidade que a cerâmica. Sabe aquela lajota com a beirinha quebrada na diagonal, provavelmente é cerâmica e dificilmente será porcelanato! Ele pode ser polido, que é sua versão mais comum, com alto brilho e baixa aderência, por isso não pode ser usado em área molhadas. Pode ser acetinado, que é fosco, um pouco mais confortável e aconchegante. Ou ainda rústico, que é antiderrapante, muito usado em áreas externas, mas por ser poroso tem limpeza e manutenção mais trabalhosas. É um piso sintético frio, e com o avanço da tecnologia nas impressões em HD possui modelos com visual e texturas idênticos a pisos naturais como madeira e pedra. Tem muitos fabricantes com este tipo de produto, e por isso o custo é bem variado.

porcelanato biancogrésporcelanato Biancogrés | foto Biancogrés

3) Granito: um piso frio de pedra natural, muuuuuito resistente, de fácil limpeza e muito indicado para locais com alto tráfego. Tem preço mais alto, mas dura uma vida inteira e possui baixa, ou quase nenhuma, manutenção. Com poucas opções de cores, acaba sendo um visual mais tradicional, mas com paginações criativas pode trazer muita personalidade. 

4) Mármore: também piso frio de pedra natural, se diferencia do granito pelas opções de cores e porosidade. É um material ultra resistente, mas requer manutenção contínua, pois mancha com facilidade. Indicado para regiões mais quentes, é possível de ser usado em lugares frios, desde que use um sistema de aquecimento de pisos instalado como base. Evoca luxo e classe, e custo como o luxo!

5) Pastilhas: material frio e sintético, tem uma ampla variedade de tamanhos, cores e texturas, e por isso apresenta um visual bem jovial e descolado. Sua diversidade pode compor um projeto bem original e inovador. O custo é mediano, a instalação beeeem mais trabalhosa e a manutenção relativamente simples. Porém, por ser de pequeno formato, usa bastante rejunte, que é um campo de alta aderência de sujeira e mancha.

pastilha_vivadecorapastilha | foto Viva Decora

6) Cimento queimado: feito com uma base de cimento, areia, água e finalizado com pó de cimento, é rústico e frio. Tem fácil aplicação, baixo custo e traduz um visual bem moderno e descolado. A indústria já apresenta versões com pigmentação interessante, e por ser contínuo, amplia o ambiente.

cimento queimado_historiasdacasacimento queimado | foto Histórias de Casa

7) Ladrilho hidráulico: feito com uma combinação de pó de mármore, cimento e corantes, apresenta um visual bem eclético e criativo. É possível ser encontrado com estampas gráficas, rebuscadas, simétricas e originais. Por ter produção artesanal, é mais caro e dificilmente é encontrado à pronta entrega, portanto a compra precisa ser muito bem planejada para evitar atrasos na obra. É bem resistente, mas por ser poroso, demanda um tratamento especial e uma certa manutenção.

ladrilho_renatagaialadrilho Ladrilar | projeto Renata Gaia Arquitetura

8) Granitina ou granilite: feito com uma mistura de cimento, areia, água e partículas de mármore, granito ou quartzo, pode ter textura polida ou fulgê. Na textura polida, é impermeabilizado e pode ter acabamento fosco ou brilhoso. Na versão fulgê é mais rústico e indicado para área externas. Graças a pigmentos modernos, tem grande variedade de cor e pode ser contínuo, amplia o ambiente.

granilite_decorfacilgranilite | foto Decor Fácil

9) Pedra: material de origem mais natural possível, é mais cru e honesto que a madeira. Tem uma grande variedade de opções, mas as mais comuns são ardósia, pedra portuguesa e são tomé. É muito utilizada em áreas externas, por ter alta durabilidade e resistência, mas também pode ser usada em áreas internas, desde que com o tratamento adequado. Sua rusticidade traduz uma naturalidade sofisticada. 

ardosia_historiasdacasapedra ardósia | foto Histórias de Casa

10) Resina epóxi: feito a partir da resina aplicada sobre um piso já instalado, ou contrapiso nivelado, forma uma camada com brilho e sem juntas, o que amplia e dá leveza ao espaço. Tem fácil limpeza e manutenção, alta variedade de cores e boa resistência ao tráfego.

resina_decor facilresina epoxí | foto Decor Facil

11) Vidro: modernidade e leveza são a cara do vidro. Tem instalação complexa, precisa de uma estrutura de base bem desenhada, e de fornecedor adequado. Pode ser muito interessante quando se vale da transparência para enaltecer o material que está por baixo, como em uma casa suspensa, por exemplo! Tenha cuidado com a questão da privacidade, e é muito importante usar uma película para trazer aderência. O preço é alto, mas pode ser muito estiloso!

12) Bambu: piso natural quente, uma alternativa super ecológica, uma vez que o cultivo do bambu é simples, rápido e barato! Tem poucas opções de formato, pode ser com ou sem brilho, na cor natural ou com vários tipos de pigmento. É aconchegante e moderno, mas não tem textura então traz menos camadas para a composição da decoração.

bambu_vivadecorabambu | foto Viva Decora

13) Cortiça: se o que você procura é um piso sustentável, a cortiça é a melhor pedida! Material natural quente que traz isolamento térmico e acústico, é bactericida e bem durável. Tem pouca opção de cor, mas traz bastante textura, e traduz uma personalidade descontraída. É beeeem leve, o que pode ser uma questão bem relevante dependendo do modelo estrutural da construção ou da situação do contrapiso. Não aguenta muito tráfego e mobiliário pesado, também não é muito amigo dos pets, mas posso dizer que é uma paixão! Quero piso de cortiça no mundo todo, e se necessário, com uma resina endurecer um pouco a superfície! rssssss!

cortiça_wayfaircortiça | foto Wayfair

14) Madeira: esse é quase unânime! Quem não ama um lindo piso em madeira!? Material natural quente, pode ser usado nos modelos parquet, taco ou assoalho. A versão parquet tem desenho mais elaborado, com proporções menores e geralmente geométricas e simétricas. Na opção taco usa tábuas de formato pequeno e/ou médio, tem uma boa variedade de cores e texturas e uma infinidade de opções de paginação. Como assoalho usa tábuas grandes e madeira mais nobre, o custo é mais alto e o visual mais tradicional. Enfim, o piso em madeira traduz personalidade e elegância, tem custo mediano e alta durabilidade, mas requer constante manutenção. 

madeira_casaedecormadeira| foto Casa e Decor

15) Laminado: opção mais econômica ao piso de madeira, usa aglomerado de madeira de alta densidade e traz o aconchego da madeira de um jeito mais barato e com instalação bem mais simples e rápida. Não suporta umidade e tem um isolamento acústico bem falho.

16) Vinílico: é muito semelhante ao piso laminado, mas é produzido a partir do PVC. Traz um bom conforto térmico e acústico e é bem resistente a manchas. De forma geral não resiste a água, mas o mercado já apresenta opções hidrorepelentes. Com opções de espessura para alto, médio e baixo tráfego.

17) Emborrachado: bem versátil, pode ser encontrado em placas de diferentes cores e texturas. Limpeza e manutenção muito simples, boa durabilidade e baixo custo. Antiderrapante, é muito indicado para espaços infantis, ou área com idosos. Tem ótimo isolamento acústico e dependendo do uso, pode traduzir uma personalidade bem criativa.

emborrachado_pinterestemborrachado | foto Pinterest

18) Carpete: Nos anos 60 e 70 foi muito utilizado, mas tem sido cada vez menos comum. Em um país tropical como o Brasil não é tão legal mesmo! Apesar de trazer um clima aconchegante, não suporta umidade, acumula muita poeira e é péssimo para quem tem alergia. Porém tem um excelente isolamento acústico e bom custo.

Ufa, depois de 18 tipos de piso, escolher pode não ser simples, mas é importante encontrar uma opção que atenda o combo: preferência, adequação funcional e orçamento. Traduzir a sua personalidade na composição da sua casa dos sonhos pode não ser simples, mas lembre-se de manter a leveza para que seja divertido e com a ajuda de um profissional especializado isso pode ser mais fácil! 🙂

E aí, esse conteúdo te ajudou? Se sim, curta e compartilhe; e se puder deixe aqui seu comentário! :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s